APRENDENDO A IDENTIFICAR OS DIFERENTES PERFIS DE MODELO

Hoje em dia muitos meninos e meninas querem se tornar modelos e sonham estampar as capas e editoriais das revistas de moda, atravessar a passarela nos grandes desfiles, estrelar as campanhas publicitárias de marcas famosas, ser reconhecido na foto do outdoor, enfim ser um sucesso nesse disputado mundo recheado de glamour.

Mas a maioria dos pretendentes à essa carreira, não entende bem como devem ser os perfis de cada tipo de modelo que atua nesse disputado mercado. Mas como é fundamental saber em qual perfil cada modelo tem sua chance de entrar com o pé direito neste meio, vale a pena ler as dicas a seguir:

Basicamente existem dois perfis de modelos e seus subtipos que explicamos agora:

Modelo Fashion e Modelo Comercial.

Modelo fashion: Os critérios e regras exigidos para ser um modelo fashion de sucesso, são bastante rigorosos, principalmente em relação às medidas.

As meninas precisam ter um biotipo magro e longilínio, geralmente com altura acima de 1:75m/1:76m até 1:82m/1:83m, bem sequinhas, com quadril menor que 90cm, e cintura fina em torno de 60cm a 64cm, já que esse corpo será um cabide para vestir roupas de tamanho único feitas exclusivamente para a apresentação inaugural de uma coleção, nos manequins 38, 36 e as vezes até 34 !! (no padrão europeu). A Beleza deve ser obvia, mas isso é muito relativo, já que muitos modelos fashion de sucesso tem um certo exotismo e nem sempre possuem um rosto que agrada um consenso geral de beleza. A beleza exótica é muito valorizada no modelo fashion.

Os rapazes no perfil de modelo fashion que fazem sucesso são altos, acima de 1:80m até 1:92m, magros e de preferência com corpo bem definido ou "trincados", mas nunca "bombado"! Da mesma maneira que as meninas, meninos de beleza exótica são bem-vindos nos fashion shows.

Modelos no padrão fashion, frequentam as passarelas de grandes desfiles nacionais e internacionais, posam para os editoriais de moda das revistas mais badaladas, fazem campanhas de moda para grandes estilistas e suas grandes marcas e produtos, enfim vivem o mais puro glamour do mundo da moda. Alguns se tornam tops, ganhando verdadeiras fortunas. Mas o começo, como de qualquer modelo é sempre difícil, as coisas não acontecem rápido, recebem muitos nãos antes de cair nas graças de alguém importante desse meio e tudo começa a acontecer... ou seja, fora tudo é necessário até uma boa dose de sorte! Por isso o ideal é começar a carreira cedo, de preferência a partir dos 13, 14 anos, para tentar chegar aos 18 com boa experiência de mercado.

Modelo comercial: Até outro dia esse perfil de modelo era conhecido como modelo fotográfico ou modelo fotográfica. É um perfil bem mais democrático do que o de modelo fashion, pois não exige medidas exatas ou pré-estabelecidas, pois os modelos comerciais atuam em um leque enorme de mercado e de possibilidades. Podem fazer campanhas publicitárias de uma gama enorme de produtos de A a Z... de sapatos à carros, de serviços à shampoos, campanhas de moda jeans, biquinis, lingeries. Participam de comerciais, programas de televisão, fotos editoriais, posam para e-commerces, fazem showroom para marcas de moda e até atendem o público feiras de produtos. Apesar de não precisar necessariamente ser altas, as meninas devem ter um belo corpo, de preferência sequinhas mas sem necessariamente ser magérrimas. Um belo sorriso ajuda bastante nos trabalhos publicitários e cabelos bem cuidados podem atrair trabalhos de cosméticos. Altura a partir de pelo menos 1:65m mas existem casos de modelos comerciais de sucesso até com menos de 1:60, compensados é claro por uma alta dose de fotogenia... Os rapazes de preferencia devem ter acima de 1:78m, corpos sarados e bem cuidados, mas novamente nesse caso os "bombados" não são muito bem-vindos já que a fotografia acrescenta mais peso e mais volume ao resultado fotográfico ou de vídeo.

Modelo de publicidade: a publicidade de maneira geral precisa vender todo tipo de produtos e serviços, para todos os públicos, desde bebês até a terceira idade. Portanto exibe nas campanhas publicitárias os mais variados perfis de modelos com o objetivo de aproximar o público consumidor do produto ou serviço a ser vendido. Por esse motivo existe um grande mercado de oportunidades para perfis “mais comuns”. Isso não significa que qualquer pessoa tenha perfil para ser modelo publicitário. Apesar de não serem exigidos padrões tão definidos de medidas e beleza, para se fazer sucesso nesse perfil é fundamental ter carisma, fotogenia, bom sorriso, simpatia e facilidade de expressão facial e gestual, para encarar os mais diversos papéis como: gerentes de banco, médicos, donas de casa, estudantes, pacientes, atendentes, enfim, são inúmeras as possibilidades.

Modelo plus size: há alguns anos a moda percebeu uma lacuna de mercado. Até então não se pensava em fabricar roupas para atender especificamente ao exigente público tamanho GG. Era o ponto de partida para um novo segmento: a moda plus size. Surgiram várias marcas de moda plus size, e as marcas já existentes passaram também a ampliar a grade de numeração até os tamanhos extra grandes. Com as campanhas de moda plus, veio também a necessidade de modelos específicos neste perfil,tanto femininos quanto masculinos. Neste novo mercado, os modelos plus size vêm ganhando a cada dia mais destaque, sendo procurados por essas marcas.

Ao contrário do que muitos pensam, não basta ser gordinho ou gordinha para ser modelo plus size. Há padrões que precisam ser respeitados, e que basicamente são: manequim de 44 a 52 (dependendo da marca), altura relativa, mas de preferência acima de 1,68m para mulheres e 1,75 para homens, corpo bem proporcional com relação peso/altura equilibrado para vestir bem e valorizar a roupa tanto em fotos quanto em vídeo, beleza é sempre bem vinda, mas fotogenia é fundamental. Um belo sorriso também ajuda bastante. Como qualquer outro perfil de modelo, o plus size também precisa se cuidar para manter o peso e permanecer no mesmo manequim (para vestir bem as peças piloto das coleções em sua numeração original, que são fabricadas exclusivamente para a fotografia de catálogos), ter pele e cabelos bem cuidados, e sempre buscar melhorar algo em seu corpo que valorize a profissão.

Modelo infantil: as crianças atuam tanto na publicidade quanto na moda, dependendo de seu perfil que vai de baby até os pré-adolescentes, ou seja, de poucos meses até os 14/15 anos (categoria “teen”). Para atuar na área de moda, precisam ter um corpo proporcional e vestir bem. Além de beleza precisam ter ótima fotogenia, simpatia e principalmente gostar de serem fotografados, pois muitas vezes as produções exigem horas de disponibilidade. Já para atuar na publicidade, mais importante que a beleza e tipo físico, é carisma, espontaneidade e sorriso fácil. Em ambas as áreas é fundamental que a criança realmente se sinta à vontade e feliz nos sets, como se esse trabalho fosse mais uma diversão do que uma responsabilidade. É importante que os pais entendam que a criança que faz sucesso nesse meio, naturalmente demonstra seu dom e vontade própria de atuação, para que nunca seja forçada a participar apenas porque tem um rosto bonito ou porque todos falam que os pais estão perdendo tempo ao não colocar seu filho para ser modelo.

O mercado é bem grande mas também é bastante concorrido. Passar por uma avaliação sincera em uma agência séria é o primeiro passo para saber se a criança leva jeito para ser modelo,antes mesmo de se fazer um book fotográfico.

Uma regra comum para todos os tipos de modelos são as virtudes, pois são elas que fazem o modelo crescer e permanecer nesse disputado universo. Fazem parte desta lista a simpatia, comunicação, educação, humildade, atitude, profissionalismo, pontualidade e jogo de cintura para encarar qualquer novo desafio.

Se identificou? Entre em contato com nosso departamento de new faces: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.